sábado, 31 de março de 2012

Bombons de coelhinhos, para alegrar a Páscoa da sua casa

Com a chegada da Páscoa, tudo nos inspira a fazer coisas gostosas e coloridas. Estas trufas de coelhinho são super fáceis de fazer. Mas para quem não é muito chegado a preparações mais demoradas, pode até fazer bolinhas com brigadeiro (feito em casa ou de latinha). O segredo está na cobertura, que parece chocolate, mas não é. O sabor é bem parecido com o  do chocolate, e, misturado com o recheio, quase nem se percebe a diferença.  A decoração é feita com lascas de amêndoas e confeitos coloridos.
Vai a dica da cobertura:
Corte  300 g de cobertura de chocolate hidrogenado em pedaços pequenos.Coloque em uma tigela de vidro bem seca. Leve a aquecer em banho-maria, mexendo sempre, até que derreta. Não pode ferver, e nem precisa. Quando estiver líquido, está pronto para o uso. Mergulhe as bolinhas, uma a uma na cobertura e retire rapidamente com um garfo, não espetado, mas pegando por baixo, para escorrer o excesso de cobertura. Coloque sobre uma folha de papel manteiga ou alumínio. Antes que seque, posicione as lascas como orelhinhas e o confeito como nariz. 
Observação: A cobertura hidrogenada voce encontra em casas especializadas em artigos de confeitaria e até em alguns supermercados.

domingo, 25 de março de 2012

O gosto da infância, para que apesar dos pesares, o dia possa nascer feliz!


    Neste fim de semana assisti, pela enésima vez, a temporada completa de Friends. E quando revi o ultimo episódio da série, que encerra a etapa de transição da adolescência tardia para a vida adulta de seis jovens amigos, me veio com uma clareza impressionante a compreensão de que me senti, assim como os personagens, órfã de alguma coisa que não volta mais.  E me dei conta que assim é a vida. Estamos sempre ficando  “orfãos”  de algo que já vivemos, ou não.  Mesmo que tenhamos partido ou mudado por vontade própria, aquilo que ficou para trás já não nos pertence mais. Os sonhos que sonhamos e não vivemos a tempo de continuar desejando também.  Pode ser uma casa, um trabalho, uma amizade ,um projeto, um casamento, uma viagem...  Tudo o que já vivemos ou desejamos e não temos mais vai deixando na nossa alma uma “vaguinha” que nem sempre poderá ser novamente preenchida. Poderão vir novas histórias, novos afetos , oportunidades ou sonhos. Mas aquilo que ja esteve dentro de nós, fica para sempre. E sua ausência, nos deixa eternamente esvaziados. E aí me pergunto como pode isto? Vivemos tão intensamente tantas coisas e sempre encontramos espaço para novas experiências, vínculos e desafios. A primeira vez que ouvi a palavra “resiliência”, que não conhecia, fiquei encantada com o seu significado. A grosso modo, é a capacidade que as pessoas tem de seguir em frente, ou recomeçar, após situações de extrema dificuldade.  O popular tropeça mas não cai, ou ainda, o exemplo da mitológica Phoenix, que renascia de suas próprias cinzas.  Fiquei imaginando, de forma caricata, uma pessoa cheia de pequenos espaços, pequenos vazios estrategicamente esculpidos  pela sua história de vida.  E então me dei conta que temos, felizmente, um grande HD que nos permite buscar através de algumas memórias, sejam visuais, auditivas, afetivas, olfativas ou gustativas, um pouquinho daquilo que já vivemos.  Assim como a vida nos dá e tira, ela também nos oferece alguns atalhos para o que ficou para trás. Na minha cozinha, muitas vezes, reencontro cheiros e sensações do passado, lembranças vivas de pessoas queridas que já se foram. Cada um escolhe ou é escolhido por um caminho para resgatar um pouquinho do que já se foi. Para mim, as melhores receitas, são aquelas que tem gosto de infância. Podem ser as mais simples.  Mas o tempero da saudade e do gosto que me permite relembrar momentos tão intensos, as transformam em manjares dos Deuses.

quinta-feira, 22 de março de 2012

Para o Pessach, um bolo incrivelmente fofo e delicioso

Na Páscoa judaica, as comidas preparadas com farinha de matzá são deliciosas. A dificuldade sempre reside em transformar os bolos doces em opções também apetitosas, uma vez que não podemos usar fermento. Esta receita da foto derrubou todos os meus preconceitos em relação a bolos de Pessach. Fica deliciosa, e com a ajuda do bicarbonato de sódio, o bolo cresce.

Bolo de nozes, coco e passas e farinha de matzá
3 xícaras de açúcar
1 xícara de óleo
3 ovos
1 xícara de chá preto
3 xícaras de farinha de matzá
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
¾ de xícara de nozes picadas
¾ de xícara de passas
¾ de xícara de coco ralado
01 barra de chocolate meio amargo
½ xícara de leite

Juntar o óleo, as gemas, o açúcar, a farinha de matzá, o chá e o bicarbonato. Misturar tudo muito bem e adicionar as passas, o coco e nozes. Por último, acrescentar as claras em neve. As passas poderão ser maceradas em rum ou whisky e acrescentadas na massa com a bebida. Levar ao forno por 40 minutos, em forma untada com óleo e farinha de matzá.
Para a cobertura, derreta a barra de chocolate junto com o leite em banho maria até ficar cremoso. Despeje sobre o bolo.

terça-feira, 13 de março de 2012

Aprenda a fazer delícias com chocolate para a Páscoa. Curso de Culinária Feliz na Cozinha, Módulo 03!




O Módulo 03 do Curso de Culinária Feliz na Cozinha vai acontecer no próximo dia 26 de março, em Porto Alegre. São receitas que você pode fazer em casa para presentear os amigos e familiares, ou mesmo servir para seus convidados. Na pauta do dia, trufas decoradas, cupcakes de chocolate e docinhos no potinho. Tudo muito colorido e apetitoso. As crianças grandes e as pequenas vão adorar. Para fazer sua inscrição, escreva para raskin@terra.com.br  As vagas são limitadas!

segunda-feira, 5 de março de 2012

Souflée de Banana com Chocolate, uma receita deliciosamente diferente!

Que tal uma receita diferente para variar um pouco o cardápio? Este souflée de banana e chocolate é fantástico. Tem uma aparência belíssima, é gostoso e muito fácil de fazer. Como sobremesa, pode ser servido acompanhado de sorvete. E importante, deve sair do forno diretamente para a mesa.

Souflée de Banana com Chocolate

6 bananas maduras
3/4 de xícara de açúcar
1 colher de sopa de suco de limão
03 colheres de chocolate em pó
1 colher de chá de essência de baunilha
4 claras

Bata ligeiramente todos os ingredientes no liquidificador, menos as claras.  
Bata as claras em neve e junte ao creme de bananas.
Unte e polvilhe com açúcar uma forma para souflée e coloque a massa até um pouco depois da metade da forma para que ele cresça sem derramar.
Asse em forno médio pré-aquecido até que cresça.