quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Para ser feliz em 2012

Mais um ano se inicia. Para mim, pessoalmente, 2011 foi um ano difícil. Problemas de saúde, amigos doentes, amigos que se foram para sempre, assim, sem aviso. Já falei aqui no blog a respeito da fugacidade da vida, das trapaças do tempo. Mas de forma recorrente, acontecem eventos que não me deixam mudar esta pauta. O que me ocorre, neste momento, é que temos sempre a crença otimista de que vamos poder realizar aquelas coisas que planejamos, ou desejamos para a nossa vida. Que podem demorar, mas um dia vão chegar. E no momento em que perdemos pessoas muito próximas, que fizeram parte da nossa linha da vida, pessoas com quem tínhamos intimidade suficiente para saber de seus projetos, e constatamos que eles ficaram inacabados, ou sequer foram iniciados, me dou conta que nem tudo vai efetivamente se concretizar. Alguns planos não saem do papel ou de nossa mente, e algumas despedidas são para sempre. Desta forma, decidi que para 2012 vou fazer resoluções viáveis. E, principalmente, que dependam apenas de mim. Fazer planos baseado na disponibilidade alheia é , no mínimo, um convite à frustração. E não porque o “outro” não queira colaborar conosco. Muitas vezes não pode, não consegue, tem outras prioridades ou está em um ritmo diferente do da gente. Isto quando não são levados pela morte de forma abrupta e inesperada. Não estou aqui fazendo uma apologia ao individualismo, longe disto. Apenas me propondo a conseguir realizar os meus planos, terminar cada dia com a sensação de dever cumprido e poder me regozijar com as conquistas (embora modestas) alcançadas. Quanto mais o tempo avança, e este é um conceito universal, que serve para jovens e velhos, menos tempo temos pela frente. Então, vou pegar minha malinha de ferramentas e iniciar todos os reparos e inovações que julgo importantes para a minha vida. Se cada um de nós fizer sua parte, os encontros serão mais inteiros e os “encaixes” mais suaves. Quanto mais pronta eu estiver, mais fácil será de acompanhar e me fixar aos meus pares. Que venha um 2012 mais feliz que o ano que passou e com muitas noites bem dormidas pela sensação de que a cada dia eu realizei, se não tudo , ao menos uma parte de minhas resoluções de ano novo.

5 comentários:

  1. Bem colocado !!!! Parabéns !!!!

    ResponderExcluir
  2. Muitas vezes o Destino nos apronta umas na cozinha da Vida. É um bolo que queima e se perde total, como um amigo que parte, uma maionese que desanda como uma briga com alguém ou uma receita que não dá certo como muitas vezes em nossas tentativas. Claro que o outro lado, o ver as pessoas se deliciando com os "quitutes", sejam eles em forma de sorriso, um abraço ou qualquer outra manifestação sincera de afeto, recompensam nossas tentativas, frustradas ou não. És uma das melhores "mestre-cucas" que já conheci, justamente por este alto-astral e amor que colocas no que fazes e no que entregas, entre outras coisas, este teu blog também delicioso.
    Beijo e um 2012 doce pra ti. Que todos quitutes que viveres neste ano sejam maravilhosos!
    Beijo!!!

    ResponderExcluir
  3. Querido, os amigos é que adoçam a vida da gente! Importante é estarmos cada vez mais, e sempre que possível, mais próximos para desfrutar desta delícia que é estar com quem se gosta.

    ResponderExcluir
  4. Por meio de uma amiga, conheci seu blog... adorei sua receita para 2012!!! preciso urgentemente usa-la!!! assim como você, acredito que muitas pessoas passam pela sensação de que precisam se posicionar melhor frente as surpresas da vida!!! eu sou uma delas, e entre as resoluções viáveis vou acompanhar vc bem de perto!!! parabéns pelas receitas... nossa, amei tudo, você é especial!!! bjkx

    ResponderExcluir
  5. Querida Xedilux, vai ser um prazer te ter por perto! feliz 2012, com muitas realizações. Beijos

    ResponderExcluir